Arquidiocese Militar > Líderes > Arcebispo > Dom Fernando José Monteiro Guimarães
Dom Fernando José Monteiro Guimarães

Dom Fernando José Monteiro Guimarães

HISTÓRIA

Dom Fernando José Monteiro Guimarães, nasceu aos 19 de julho de 1946, na cidade do Recife-PE, Arquidiocese de Olinda e Recife, filho de Antônio Monteiro Guimarães e Judith Bacelar Guimarães, já falecidos. Foi batizado na Igreja Matriz da Torre, no Recife, no dia 27 de Outubro de 1946. Frequentou o Seminário Menor dos Redentoristas em Garanhuns (1958-1961), continuando os estudos no Seminário Redentorista de Campina Grande (1962-1963).

Após o Noviciado, emitiu a Profissão religiosa na Congregação dos Redentoristas aos 25 de Janeiro de 1965, cursando em seguida a Filosofia e a Teologia no Seminário Maior Redentorista em Juiz de Fora, MG (1965-1969). Ordenou-se sacerdote no dia 15 de agosto de 1971, no Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campos, RJ. De 1972 a 1980, trabalhou na Arquidiocese do Rio de Janeiro, como assessor do Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales, membro do Colégio de Consultores e do Conselho Presbiteral da Arquidiocese.

Em 1980 foi chamado a Roma, onde desempenhou diversas funções na Santa Sé. Na Congregação para o Clero, a partir de 2000, exerceu o cargo de Chefe de Departamento, responsável pelo setor que se ocupa da vida e do ministério dos Sacerdotes no mundo. É Doutor em Teologia Moral pela Academia Alfonsiana, da Pontifícia Universidade do Latrão de Roma (1989), e Mestre em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade da Santa Cruz de Roma.

No dia 12 de março de 2008, foi nomeado pelo Papa Bento XVI Bispo Diocesano de Garanhuns-PE. A ordenação episcopal aconteceu em Roma, no Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no dia 31 de março do mesmo ano. Tomou posse na Diocese no dia 1º de junho de 2008.

No dia 6 de agosto de 2014 foi nomeado pelo Papa Francisco como Arcebispo da Arquidiocese Militar do Brasil. Tomou posse como Arcebispo Militar em 7 de outubro de 2014, em Brasília – DF.

OUTRAS FUNÇÕES FORA DA DIOCESE

  • Membro do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, no Vaticano;
  • Consultor da Congregação para as Causas dos Santos, no Vaticano;
  • Em janeiro de 2010 foi nomeado pelo Papa Bento XVI também Visitador Apostólico da Eparquia de Nossa Senhora do Paraíso dos católicos greco-melquitas no Brasil, tendo concluído a sua missão em dezembro de 2011.

LEMA: “COR NOSTRUM ARDENS”

O lema por ele escolhido foi tirado do Evangelho de Lucas, que descreve o encontro de dois discípulos com o Ressuscitado, no caminho de Emaús. Após ter Jesus se revelado na partilha da Palavra e na fração do Pão, os discípulos se interrogaram e constataram que seu coração ardia pelo caminho enquanto ele conversava conosco (nonne cor nostrum ardens erat in nobis, dum loqueretur nobis… Lc 24, 32). A escolha destas palavras identifica a experiência pascal que o Bispo é chamado a viver como pastor: caminhar com a sua Igreja, partilhando a Palavra e repartindo a Eucaristia, revelando a presença do Cristo ressuscitado, que percorre conosco as estradas da vida, até o Emaús do céu. O coração da Igreja deve arder, porque Ele caminha conosco!

ESCUDO EPISCOPAL

Brasão Dom Fernando

Escudo azul, com escalão de prata, carregado com três rosas vermelhas, acompanhado por um monte de três cumes de ouro e uma estrela de sete pontas, de ouro, no cantão direito. O azul simboliza o caminho das Virtudes que, através da renúncia ao que passa, impulsionam a Igreja rumo à realidade do Céu, dando testemunho da transcendência de Deus e da eternidade à qual somos todos chamados. O escalão é uma figura heráldica antiga que provavelmente simbolizava a trave principal do teto do edifício sob o qual se reunia a coletividade. Para os cristãos, ele representa a Igreja. O escalão é de prata, cor da transparência e, portanto, símbolo da Verdade revelada, transmitida pela Igreja. As três rosas simbolizam Santa Teresinha do Menino Jesus. Colocadas no centro do escalão, recordam as palavras da Santa: “no coração da Igreja eu serei o Amor”. O monte é tirado do escudo da Congregação dos Missionários Redentoristas, na qual Dom Fernando Guimarães emitiu sua profissão religiosa. É de ouro, o metal mais nobre, símbolo portanto da Fé. Com efeito, é graças à Fé que podemos compreender a mensagem de Amor e de Redenção que brota do Monte Calvário. Sobre todo o escudo esplende radiosa a estrela de Maria, nossa Mãe Celeste, cuja luz ilumina o caminho da Igreja. A estrela de sete pontas encontra-se no véu que cobre a cabeça da Virgem, no ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, entregue pelo Beato Papa Pio IX aos Missionários Redentoristas. À proteção desta Mãe, Dom Fernando confia o seu ministério pastoral e a sua Diocese.

CONDECORAÇÕES

  • Medalha Pro Ecclesia et Pontifice (Vaticano);
  • Ordem do Mérito da Defesa (Grande Oficial);
  • Ordem do Mérito Naval (Comendador);
  • Ordem do Mérito Desportivo Militar;
  • Ordem do Mérito Tamandaré;
  • Mérito Santos Dumont;
  • Medalha do Pacificador;
  • Ordem do Mérito Judiciário Militar (Alta-Distinção);
  • Mérito da Diretoria de Pessoal da PMSP.
Fale conosco

Não estamos por perto no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail que vamos respondê-lo o mais cedo possível.

Dúvidas, problemas ou preocupações? Adorariamos ajudá-lo!

Clique para conversar